Arquivo

Archive for the ‘Desporto’ Category

Derby Ignóbil

O jogo de futebol, à semelhança de muitos outros espectáculos onde existem riscos de segurança, requer que quem quem deseje assistir deva chegar o mais cedo possível para que os todos os trâmites de segurança possam ser efectuados antes do início do espectáculo.

Sendo processos morosos os adeptos são aconselhados a chegar a tempo e horas para que todos os procedimentos sejam cumpridos escrupulosamente. Que depois se venha chorar sobre o leite derramado temos pena, dado que só se podem culpar a eles mesmos. Por isso não posso deixar de condenar os dirigentes do Sporting que não têm feito mais nada senão tentar aproveitar-se demagogicamente destas situações para esconder o mau resultado que tiveram!

Por outro lado só me apetece rir com a polémica da “jaula”. Passaram tanto tempo longe do contacto com outros grandes clubes europeus e ao mesmo tempo focaram-se de tal forma na sua única razão de existência (Benfica), que não se deram conta que em No Camp ou no Barnabéu existem estruturas semelhantes (entre outros). Só estou para ver quanto tempo demoram a copiar o exemplo. Claro, nessa altura a “jaula” será algo de fantástico e uma ideia brilhante ao bom estilo de Steve Jobs!

Quero contudo lembrar que os acontecimentos do final do clássico julgo não representarem a maioria dos adeptos do jogo de futebol e tentativas destas de superioridade moral são na minha opinião ridículas. Mas não poderia deixar de concordar que o futebol é esse são convivio entre adversários e que este se observa por norma em TODOS os estádios do país, ao contrário da ideia que aí se tentou impingir (Só no último derby foram várias as imagens de adeptos dos 2 clubes lado a lado para quem tenha estado distraído)!

Curioso que em relação a este assunto já não hajam palavras de moralidade. Finalizar dizendo apenas que a violência no futebol e no desporto em geral, seja através do incitamento prévio aos actos, ou pelos actos em si, é lamentável e deveria ser severamente punida. Entrar na discussão de quem é mais santinho está visto que não passa de discurso de oportunidade e ao qual infelizmente se dá demasiados ouvidos.

Desportivismo no seu pior

Um dos pontos altos da semana, ou pelo menos assim foi tratado pelos vários telejornais, foi a vitória de Portugal sobre a Bósnia e correspondente qualificação para o Euro 2012 a realizar na Ucrânia e na Polónia.

Prefiro destacar a vergonha que senti com a actuação de alguns espectadores que assistiam in loco ao duelo e que na altura dos hinos assobiaram ruidosamente o hino da Bósnia. Acho esse acto inadmissível, por ser um falta de respeito com outros povos. E nem o facto de as condições com que estes presentearam a nossa selecção nacional de futebol na deslocação à Bósnia pode servir de atenuante.

Por estas e outras razões, e mesmo tendo ficado feliz pela qualificação para o Euro 2012, ao nível de selecções, ainda que não tendo o mediatismo da selecção de futebol, tenho em maior consideração estes homens e o ambiente que se vive à volta do rugby (sem menosprezar outros atletas de desportos amadores). Um grande exemplo de dedicação e força, para não destacar ainda a honra que demonstram por envergarem aquela camisola. Tudo isto num desporto em que o respeito pelo árbitro é regra e que mesmo na derrota se vê com frequência os adversários a aplaudirem o vencedor em sinal de respeito.