Início > Opinião, Política > Demissão justificável

Demissão justificável

Por muito que discorde de muitas das opiniões que são dadas no Aventar. Este é um blogue que gosto imenso de acompanhar até para poder contrabalançar as minhas opiniões em relação aos mais diversos assuntos que aí são discutidos. Hoje foi levantado um tema bastante interessante que relaciona a recente demissão do presidente alemão com a contestação que se gerou à sua volta relacionado com os casos de corrupção e tráfico de influências. Associou-se assim palavras do presidente alemão, que se demitiu afirmando já não ter a confiança de uma maioria dos seus eleitores, aos apupos que se observaram em Gouveia ao primeiro-ministro português.

Gostava neste caso de lembrar as sondagens actuais que ainda mostram uma maioria dos 2 partidos que actualmente nos governam em coligação. Será que devemos passar a defender que se algumas centenas de pessoas se manifestarem os governos devem cair? Será isto que é democracia?

Qual o momento da demissão?

Mas no fundo não posso deixar de louvar a existência de governantes no mundo que sabem identificar quando estão a mais, situação que só com muita dificuldade se observaria neste rectângulo dado o apego ao poder que os nossos governantes realmente revelam. Sendo os casos óbvios os de autarcas que se perpetuam nas suas funções, mesmo após condenações ou dúvidas sobre as suas actividades. E claro, não esquecer o político não profissional à mais tempo em funções.

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: