Início > Economia, Ligações Directas, Opinião > Lixo? Naaaaa, Manipulação!

Lixo? Naaaaa, Manipulação!

Existe uma guerra invisível em curso entre a Europa do €, e o Reino Unido e os Estados Unidos da £ e do $.

Hoje foi um dia marcado pelo downgrade do rating da República Portuguesa. Ora a agência de notação Moody’s vem indicar que teve em consideração as novas medidas a serem aplicadas. Olhando para isso e atendendo que as agências de ratings avaliam a capacidade um país em cumprir com as suas obrigações, teria lógica que o governo anunciando que vai recorrer a medidas que permitem cumprir essas mesmas obrigações a notação fosse melhorada, mas acontece precisamente o oposto.

A realidade é que as economias dos países anglo-saxónicos onde se encontram as 3 principais agências de notação (Moody’s, Fitch e Standard&Poor) estão altamente endividadas, tal como os periféricos da Europa, e ainda se querem endividar mais. O curioso é que essas agências não reflectem esses factores nas notações desses países que continuam a ser conotadas com a classificação Triple A.

Se olharmos para as classificações que a agência chinesa de notação fornece para os diferentes países afectados visualizamos uma clara diferença. Daí que seja urgente que a Europa deixe de discutir a criação de uma agência europeia e passe das palavras para os actos.

Observando algumas das tendências de países como a China e a Rússia que estão a livrar-se a grande ritmo das dívidas dos EUA e o facto da moeda de referência que é o Dólar continuar a perder terreno para o Euro a passos largos são alarmantes. Estes factores poderão ser um catalisador do golpe final que leve os EUA a uma bancarrota de consequências incalculáveis.

Por estas razões e para manter o status quo dos EUA, foi feito um ataque claro e manipulativo através das agências de notação aí sediadas, não só aproveitando com isso para lucrar com a especulação gerada, mas para tentar forçar um desmembramento do mais poderoso inimigo da moeda norte americana. Infelizmente não se pode esquecer que estas foram talvez as principais responsáveis pela crise em primeiro lugar ao avaliarem o sub-prime com notações perfeitamente irrealistas, entre outros casos de clara corrupção que demonstram a credibilidade que estas empresas deveriam ter sobre os investidores.

No entanto só nos temos a culpar a nós próprios europeus pela situação em que estamos e particularmente os periféricos dado que como indica e bem Vítor Bento

Se se acha que as decisões das agências são inconvenientes e dificultam, desnecessária e desmesuradamente, os processos políticos (e financeiros) de ajustamento, porque é que as autoridades lhes dão a importância que dão e lhes permitem condicionar as suas próprias políticas.

Demonstra-se assim ser necessário dentro da Zona Euro uma maior concertação entre os países para resolver definitivamente todos estes problemas e que não é pelo ataque às agências que os problemas se irão resolver.

Leitura Adicional:

Anúncios
  1. Ainda sem comentários.
  1. Julho 9, 2011 às 8:49 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: